Neste ano de 2018 vimos muitas ferramentas ligadas ao setor de tecnologia crescerem em relação ao ano anterior. Prova disto é o levantamento realizado pela Interactive Advertising Bureau Brasil (IAB), mostrando que o investimento em tecnologias para o Marketing no país em 2017 foi de R$14,8 bilhões. Uma prova de que empresas e usuários estão cada vez preocupados em buscar soluções para suas demandas no ambiente digital.

Para os anos seguintes, a expectativa é de que haja um crescimento estimado de 12% até 2021, segundo dados do instituto em parceria com a ComScore. Mostrando que a tecnologia será a a ferramenta mais requisitada pelos especialistas. A seguir listamos as nove tendências tecnológicas que serão destaque em 2019 e que beneficiarão diretamente profissionais do Marketing:

1.Chatbots

Cresce cada vez mais o números de robôs programados para resolverem questões simples de demandas dos clientes, isto sem que haja interferência humana. Este tipo de mecanismo é muito utilizado em chats de autoatendimento de grandes magazines, assistência técnicas de eletrônicos e nas empresas de telefonia.

Segundo dados fornecidos pelo Grand View Research (GVR), o mercado global de Chatbots em 2017 foi de U$ 1,25 bilhão de dólares. A estimativa é de que haja um crescimento anual de 24,3% até o ano de 2025.

2.Blockchain

O Blockchain é uma tecnologia de registro e distribuição de dados e tem como característica a descentralização da informação. O sistema surgiu a partir da criação de Criptomoedas, como o Bitcoin, e agora promete revolucionar o mercado financeiro, o de proteção de dados e de também de conteúdos web.

A função desta tecnologia é tornar os armazenamentos de dados ainda mais seguros e livres de fraudes. Dificultando o trabalho de mecanismos maliciosos que tentarem corromper informações, apagá-las ou mesmo vendê-las para terceiros. Este é o adeus definitivo à contas apagadas, informações vazadas ou rackeadas.

3.Nuvem de dados (Clouds)

A medida em que as telecomunicações evoluem, os serviços de armazenamento e transmissão de informação estão alinhados com esta transformação. Empresas que optaram por transferir suas funções para ambientes virtuais, agora poderão se beneficiar de serviços oferecidos como o IBM Cloud, que promete maior robustez, agilidade, segurança e um sistema de Analytics próprio.

Como podemos perceber, 2019 será um ano de desprendimento dos serviços físicos para os virtuais. Isto porque, Nuvens de Dados dão mais liberdade aos desenvolvedores, para que estes apliquem um sistema Open Source em seus projetos.

4.Big Data (Business Intelligence) 

Agora mais do que nunca a análise e interpretação de um grande volume de informações se torna indispensável para os produtores de conteúdo para web. Esta ferramenta possibilitará aos profissionais de marketing digital uma análise mais profunda dos dados de seus usuários.

Com uma metodologia voltada ao suporte de tomada de decisão, o BI (Business Intelligence) não dá margem mais à intuições, especulações ou achismos. Esta é a nova forma de analisar o comportamento de sua audiência e capturar apenas o que for relevante para a sua empresa.

5.Neural Matching (novo algoritmo do Google)

Esta é outra novidade que devemos observar no próximo ano. Apesar de estar em fase de testes, este novo algoritmo do Google promete valorizar, adivinhe o quê? Exatamente, conteúdos autorais. Isto significa que páginas que se beneficiavam de postagens geradas automaticamente perderão totalmente a relevância.

De acordo com as diretrizes de conteúdo do Google para Webmasters, os redatores agora terão de entregar ao público textos realmente embasados, que tragam soluções e não fiquem apenas replicando matérias.

6.Internet of Things (IOT)

Mais conhecida como Internet das Coisas, esta tecnologia chegará à um patamar revolucionário nos próximos anos. Ela será responsável pela conexão de cerca de 34 bilhões de novos aparelhos até 2020, segundo dados do Sebrae, o que proporcionará uma receita de aproximadamente R$200 bilhões por ano aqui no Brasil.

Atualmente vemos seu uso em escalas menores, como controle inteligente de luz em casas, escritórios e sistemas de segurança e monitoramento. No entanto, podemos esperar uma abrangência maior nos meios de transportes, como carros autônomos, já utilizado pela Google Street View.

7.Pesquisas por voz

Um recurso de interface de voz que a maioria dos navegadores utilizam, possibilita ao usuário fazer pesquisa sem digitar uma única palavra. A possibilidade de você manipular assistentes pessoais, tais como Siri (iOS), Google Assistant (Android), Cortana (Windows) e Bixby (alguns modelos dos smartphones da Samsung) mudarão completamente a experiência com pesquisas na web e usabilidade de aparelhos.

Para o Marketing Digital esta será uma das tarefas mais desafiadoras, pois será necessário criar métricas de SEO e de otimização de sites para conteúdos cada vez mais precisos. Pois as buscas por voz representam uma modalidade mais direta de palavras chave do que a escrita.

8.Inteligência Artificial 

O avanço tecnológico tem possibilitado grandes mudanças no nosso estilo de vida, principalmente no modo em que consumimos informação. Exemplo disto é a rede neural artificial que o Google vem aprimorando no GMail. A Inteligência Artificial  é um poderoso antispam, que, segundo a empresa, menos de 0,1% de spams chegam às caixas de mensagens.

Futuramente poderemos ver este tipo de Inteligência atuando em conjunto com algoritmos sofisticados das redes sociais. Com a finalidade de derrubar esquemas como os “Like Farm” e usuários fantasmas que criam contas com o intuito de promover spams.

9.Analytics Aumentado 

Com base no Machine Learning, o Analytics Aumentado possibilitará maior agilidade na captura e processamento de dados. Este sistema conseguirá ler e compartilhar milhares de informações em questão de segundos.

Empresas que lidam com grande fluxo análise de tendências e conteúdo se beneficiarão desta ferramenta, pois a proposta é trabalhar com volumes maiores e mais apurado do que os sistemas de Analytics tradicionais, que visam apenas um tipo de target.

A tecnologia à serviço da informação

A forma como produzimos e consumimos informação nunca mais será a mesma. Pois tanto ferramentas, inteligências artificiais e os algoritmos estão cada vez mais preocupados com a nossa experiência dentro do ambiente virtual. Consequentemente, esta mudança de comportamento terá um impacto na economia, tanto positiva quanto negativamente.

Os aspectos positivos já podem ser sentidos, pois cada vez mais vemos investimentos em pesquisas de produção e comportamento somando altas quantias no setor de tecnologia.

Acreditamos que a maior tendência para o ano de 2019 seja a automação. Pois notamos que cada vez mais teremos sistemas físicos migrando para o virtual, pessoas dando espaço para robôs e sistemas inteligentes definindo o que vamos ler e ver. Mas veremos também o crescimento de profissionais capazes de ler, interpretar e aplicar a leitura destas demandas em soluções reais, sejam elas para consumo,  análise ou criação de conteúdos.

The following two tabs change content below.

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *