Estamos vivenciando mais uma importante revolução no mundo da Tecnologia da Informação: a rápida adoção de tecnologias que empregam AI (Artificial Inteligence). A inteligência artificial é estudada há anos e não é de hoje que noticiam seus avanços e inovações. Um dos mais famosos casos de sucesso é o Watson, da IBM, uma plataforma de serviços cognitivos que vem revolucionando as empresas!

São comuns os casos de sucesso de implantação de plataformas de atendimento nos setores bancário e de telecomunicações, responsáveis por atender e satisfazer a um número gigantesco de clientes. Naturalmente, vamos descobrindo que nosso atendimento está cada vez mais “mecanizado”, mas também mais inteligente! A melhora no nível de satisfação dos clientes, e estamos falando em milhões deles, são frutos de inovadoras estratégias de Marketing, através de plataformas de AI.

Não faltam anúncios, seminários e eventos divulgando os ganhos e possibilidades que a AI trará para os negócios, para os clientes e para a sociedade como todo, e não faltam explanações do que representará a sua adoção na próxima década.
Isso naturalmente causará a redução de postos de trabalho, mas por outro lado, novos perfis profissionais serão desejados, para planejar e arquitetar quais as melhores estratégias de adoção e implantação de sistemas de AI, bem como o acompanhamento de sua implantação, melhorias e enriquecimento de informações.

Temos que considerar que surgirão novas e complexas tarefas que se tornarão “humanamente impossíveis” de serem realizadas em tempo e com resultados práticos. Não se trata tão somente de “substituir os humanos” roubando-lhes os empregos, mas, de tornar viável a análise do crescente volume de dados, indicadores, contratos, negócios, assim como a interpretação de volumes cada vez maiores dessas informações.  

Gigantes como a Amazon, a Microsoft e a Google, oferecem soluções de AI que podem ser implementadas diretamente na nuvem, de forma muito ágil e com suporte. Há ainda opções opensource (de código aberto) ou aquelas proprietárias e específicas para um determinado segmento, por exemplo, o da medicina. Então, você já parou para pensar que só para prospectar a melhor e mais indicada solução para os seus negócios, já requer profissionais perspicazes para realizar um estudo criterioso de soluções? Haverá muita demanda por profissionais atentos e eficazes em suas análises, que posteriormente estarão responsáveis por acompanhar os indicadores e os resultados esperados, e deverão estar aptos a determinar ajustes e aprimoramentos nas plataformas para perseguir a perfeição destes sistemas.

Então, como se reinventar na era da inteligência artificial?

Muito se estuda e se fala sobre inúmeras profissões que podem simplesmente acabar com a adoção de AI.

Em TI essas possibilidades seriam ainda maiores, dado o potencial e a demanda de automação de tarefas hoje realizadas por um profissional de TI, do Financeiro, do Jurídico, entre outros. Só a contínua adaptação, reaprendizado, preparação, adequação farão com que qualquer profissional esteja apto para os novos desafios. Não há outra forma, a não ser se preparar e se adaptar à nova era de forte automação que estaremos vivenciando na próxima década. E há inúmeras fontes de informações para lhe trazer conhecimento sobre AI. Dedique uma parte de seu dia para assistir palestras e webinars na web, ler artigos e notícias, que em breve você estará melhor preparado para o que está por vir. Você não será superado se estiver preparado.

Nelmar Alvarenga é um profissional com experiência de 25 anos em Tecnologia da Informação, Telecom, Sistemas de Gerenciamento de Redes e Serviços, com atuação em grandes empresas. Entusiasta e atento às novas tecnologias.

Deixe seus comentários aqui no blog da MAV.

The following two tabs change content below.

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *